MOSÁICOS COMUNISTAS NO MUNDO PÓS SOVIÉTICO

Arquitetura e Urbanismo
Edição 
Sérgio Lessa. Nov. de 2016 
Fotografías 
Vladimir Shipotilnikov

á um edifício cinzento que está acima do resto dos edifícios cinzentos que compõem a periferia urbana de Kiev. Se você olha-lo de frente, mais se parece com uma casa antiga, mas suas costas escondem milhares de azulejos coloridos. Trata-se do Instituto de Cancer de Kiev.

H

Nenhuma porta ou escadas de emergência, apenas azulejos que se sobrepoem compondo uma cena triunfalista: a representação de um sonho que nunca foi realizado. O mosaico reflete a luta dos médicos soviéticos contra o câncer e é um exemplo perfeito de como a sociedade de outrora imaginava para sí um futuro brilhante.

Era a representação de um futuro promissor mas, a idéia de se tornar uma superpotência, foi banida, a ideologia foi extinta. A utopia já não está mais no horizonte. 

Educação, esportes, justiça social.... Os ideais comunistas foram incorporados em vários mosaicos por toda Kiev, imbuídos de um ar utópico e triunfalista. A realidade provou o contrário e, hoje, estas peças são testemunhas mudas de um futuro muito diferente do que foi anunciado pelos profetas soviéticos. A maioria dos ucranianos têm aprendido a viver com elas sem dar-lhes muita atenção.

Os mosaicos definham, suas mensagens estão caindo aos pedaços. Literalmente. Muitos estão sendo cobertos com lonas anunciando carros e bebidas estrangeiras. A propaganda ocidental cobre a arte comunista em uma irónica representação gráfica da Guerra Fria. "Eu vejo esse fenômeno como a destruição do nosso património cultural" diz Shipotilnikov, autor do projeto fotográfico, com uma pitada de desamparo, esperando que seu projeto ajude a concientizar os cidadãos do que eles estão perdendo, na esperança de que uma foto possa mudar uma realidade.

Fotografar objetos inanimados parece uma tarefa fácil, mas imortaliza-los no momento certo requer tanta habilidade como fotografar um bando de patos selvagens. Ele requer uma investigação prévia, vasculhar blogs e mapas, ir até zonas industriais abandonadas e perguntar aos moradores. Muitos nem sequer sabem onde essas obras estão, apesar de viver com elas há anos. Às vezes, nem mesmo localizar garante que Shipotilnikov volte para casa com uma foto. "Às vezes eu tinha que esperar até que não houvesse pessoas, que não houvessem carros estacionados, ou esperar até a chegada do outono quando caem as folhas das árvores. Então, gradualmente tomou forma um projeto que levou anos".

É dificil tirar conclusões de uma história tão dificil como a que vive a Ucrânia. O filósofo francês Henri Bergson, disse que o presente só se forma do passado e, talvez, não lhe falte razão.  A nova lei sobre a "descomunização" da Ucrânia está levando a cabo a destruição de milhares de monumentos do passado soviético, assim, hoje temos um futuro que não chegou e o passado que se decidiu ignorar. Os destroços de estátuas derrubadas, mosaicos concretados pavimentam o caminho dessa sociedade para o abismo e o esquecimento.

Sputnik Consulting é um guia para a cultura e os negócios no Leste Europeu e Ásia Central, o antigo mundo soviético. 

O olhar soviético para o futuro
O FUTURO VISO A PARTIR DO PASSADO
Como a sociedade soviética imbuida de grande otimismo deslumbrava o seu futuro. Viagens interplanetárias, surpreendentes meios de transporte, cidades inteligentes são alguns dos sonhos registrados em publicações da época 
MÚSICA ELETRÔNICA NA DÉCADA DE 1980
Muito utilizada nos filmes de ficção científica da época, a música eletrônica se tornou popular em uma sociedade que era obsecada pelo futuro, principalmente entre aqueles jovens da década de 1980 que havaim crescido nos melhores anos de estabilidade do governo Brejnev e vislumbravam um futuro brilhante  
LITERATURA RUSSA
A literatura russa  consolidou-se rapidamente como vanguarda, não só nos temas e nas formas como aborda esses temas, mas principalmente pela qualidade das obras produzidas. O fato é que em cinco décadas eles conseguem alcançar o que há de melhor na literatura ocidental e superá-la. A partir de 1840, final do século XIX e até o avançando pelo século XX, a literatura russa se sobrepõe à literatura mundial

REALISMO SOCIALISTA, A ARTE DE UMA ERA 

É método artístico da literatura e da arte (a arte utilizada na União Soviética, e em seguida, nos outros países socialistas), trata-se de uma expressão estética de uma concepção socialista consciente do mundo e do homem, devido à era da luta para o estabelecimento e a criação de uma sociedade socialista. Ideais e imagem da vida sob o socialismo determinam tanto o conteúdo como os principais princípios artísticos e estruturais de arte. Seu surgimento e desenvolvimento estiveram associados com a propagação das idéias socialistas em diferentes países, com o desenvolvimento do movimento operário revolucionário e deixou marcas indeléveis na estética desdes países.

MOSAICOS COMUNISTAS NO MUNDO PÓS SOVIÉTICO

Tradição de contar histórias via arte remonta a tempos antigos e temas religiosos. No entanto, a propaganda soviética usou os mosaicos para descrever o novo homem soviético, espalhando ideias e slogans em muros de edifícios por toda a URSS

ARQUITETURA
UM SONHO JAMAIS CONSTRUÍDO

os projetos dos principais arquitetos soviéticos para o futuro da capital revelam suas aspirações visionárias

Um guia para os a cultura e os negócios no Leste Europeu e Ásia Central, o antigo mundo soviético. 

© 2019 por Sputnik Consulting