• Equipe Sputnik Consulting

Sexo nos trens, uma nova maneira de viajar na Ucrânia



Fazer sexo em viagens de trem é a chave para aproveitar ao máximo sua jornada diz a revista oficial da empresa estatal de ferrovias ucraniana Mahistral. A nova edição da revista, disponível apenas em trens interurbanos de primeira classe, virou viral depois de promover os prazeres potenciais de ter relações sexuais em viagens de trem, provocando comentários de que a empresa ferroviária "atualizou os serviços".

O artigo, intitulado Amor na Estrada, inclui cinco seções e leva os viajantes através das possíveis vantagens desse cenário íntimo e armadilhas comuns a serem observadas. Se os benefícios do sexo nos trens não são imediatamente óbvios para o leitor, o texto rapidamente destaca a proximidade que as cabines dos trens geram. "As pessoas em uma cabine são como uma família. Eles permanecem juntos em um espaço relativamente pequeno e isso os une. "Essencialmente, esse cenário único proporciona às pessoas condições perfeitas para o sexo em comparação com outros meios de transporte públicos. O texto da publicação vai um passo adiante, louvando o sexo no trem como uma forma de apimentar uma vida sexual talvez já monótona, destacando seus benefícios terapêuticos e sensuais.

A revista também tenta ser consciente ao promover uma cultura de sexo seguro em seus trens, aconselhando os passageiros a evitar lesões devido a movimentos súbitos e inesperados do trem usando os cintos de segurança fornecidos. Olena Los, editora do Mahistral, disse ao Kyiv Post que o artigo teve uma repercução muito maior do que ela imaginava, e revelou que seus amigos começaram a compartilhar suas experiências com ela. Parece que o assunto provocador foi, em parte, uma tática deliberada para aumentar o número de leitores da revista, como Los brincou: "O que vende melhor? Sexo, gatinhos e crianças. Nós já escrevemos sobre gatinhos, então decidimos escrever sobre sexo." Resta saber o efeito que a história terá na realidade.


37 visualizações