• Equipe Sputnik Consulting

A economia mundial e o poder de compra




Anualmente, diversas instituições internacionais como Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial divulgam a lista dos países com maiores PIBs do mundo. Para realizar essa comparação entre economias que utilizam diferentes moedas, é necessário converter o PIB de cada um desses países para uma mesma moeda – no caso, o dólar. Porém, essa conversão direta pode causar algumas distorções – e, para contornar isso, muitos economistas preferem usar um outro tipo de cálculo: a paridade de poder de compra, ou PPC.


O que é PPC (PPP em inglês)?


A paridade do poder de compra, ou PPC, é uma teoria econômica que pode ser aplicada para ajustar os preços de mercadorias em um determinado mercado. Em essência, em vez de usar as taxas atuais de mercado para preços (como nos dados nominais), a PPC tenta contabilizar com mais precisão as diferenças no custo de vida entre países - especialmente em locais onde trabalho e bens são muito mais baratos. Quando aplicado às medições do PIB, o PPC pode ajudar a fornecer uma imagem mais precisa da produtividade real. Por exemplo, uma corrida de táxi na Bolívia pode ser muito mais barata que uma na cidade de Nova York, mesmo sendo o mesmo serviço prestado na mesma distância. A aplicação de PPC aos números do PIB pode ajudar a corrigir esses tipos de diferenças.


Como o PPC é calculado? Para formular a paridade de poder de compra, são escolhidos alguns produtos básicos, para formar uma espécie de “cesta internacional”. O preço desta cesta na moeda local de cada país é comparado ao preço da mesma cesta em dólares – a moeda utilizada como referência. Dessa comparação, encontra-se a PPC de um país em relação ao dólar americano. Por isso, os Estados Unidos, país padrão do dólar, possui uma PPC = 1, e todos os demais países apresentam ganho no PIB em dólar PPC. Dessa forma, ao comparar efetivamente o preço de produtos em vez da taxa de cambio entre moedas, o multiplicador utilizado na PPC para igualar dois PIBs diferentes fica menos distorcido e mais próximo da realidade econômica


Após o ajuste para PPC, como a composição da economia global muda os números nominais?


Abaixo estão as 15 maiores economias por PIB (PPP), bem como a classificação delas mudou em relação à medição com dados nominais. Usando o PPC, a economia mundial vale US $ 136,5.




Quais países mudaram mais Com o PPC em relação ao ranking nominal? Você pode ver a Indonésia (US $ 3,5 trilhões) subir o ranking em nove posições, para se tornar a 7ª economia classificada. Da mesma forma, a Turquia (US $ 2,4 trilhões) e a Índia (US $ 10,5 trilhões) subiram o ranking em seis e quatro posições, respectivamente. A China também muda com os EUA, para se tornar a maior economia do mundo. Por outro lado, muitas vezes são as economias mais desenvolvidas, com moedas fortes, que vêem uma queda em seus rankings. Após o ajuste para PPP, Estados Unidos, Japão, Alemanha, França, Itália, Coréia do Sul, Espanha e Reino Unido. todos escorregam de suas posições anteriores.


Limitações e críticas ao método PPC

Porém, justamente por se basear em uma estimativa de preços, muitos economistas enxergam problemas ao utilizar a PPC como referência. Isso acontece porque o nível de preços no mercado não varia de forma uniforme – já que a inflação no preço dos alimentos pode ser maior que a inflação no preço dos imóveis, por exemplo. Ao mesmo tempo, muitas vezes os preços oscilam por diversos outros fatores que não são econômicos. Além disso, os padrões de compra e produção também costumam ser bem diferentes de país para outro, o que inviabilizaria a utilização da paridade de poder de compra como uma referência para comparações.





Fontes:


https://www.visualcapitalist.com/visualizing-the-composition-of-the-world-economy-by-gdp-ppp/?fbclid=IwAR2XjFZmf142FiewfuPjSMOEaWXDbMaR_oJsgnbG6sXW9e15CmKeRsTESfg


https://www.sunoresearch.com.br/artigos/paridade-de-poder-de-compra-ppc/">PIB por Paridade de Poder de Compra (PPC): o que significa esse termo?</a>


0 visualização