• Equipe Sputnik Consulting

A Rússia propõe transferir a Primeira Comissão da ONU dos EUA para a Europa



Em razão de uma nova negação de vistos estadunidenses a diplomatas russos, a Rússia propôs transferir o trabalho da Primeira Comissão da ONU para Viena ou Genebra a partir de 2020.

Novo escândalo ligado a vistos na ONU. Os Estados Unidos recusaram novamente a concessão de documentos de entrada a um terço da delegação russa, que deveria participar no dia 3 de outubro em Nova Iorque dos trabalhos da Primeira comissão da Assembléia Geral da ONU, encarregada das questões do desarmamento e da segurança internacional.

Dmitri Polianski, representante adjunto permanente da Rússia junto à ONU, declarou por seu lado que Moscou não poderia participar plenamente do trabalho da comissão e demandou o adiamento da adoção do programa de trabalho.

“Nós solicitamos uma pausa técnica do procedimento aguardando que esta questão dos vistos seja regularizada”, declarou Dmitri Polianski durante a sessão. Ademais, Polianski afirmou que “a fim de normalizar os trabalhos da comissão”, suas reuniões poderiam a partir do ano 2020 acontecer fora dos Estados Unidos, por exemplo em Viena ou em Genebra.

Segundo Dmitri Polianski, não é um acaso, mas uma violação por Washington de suas obrigações. Durante seu discurso, ele acrescentou que os Estados Unidos impedem o mundo de discutir sobre questões cruciais de desarmamento e de segurança.

No decurso da sessão da Assembléia Geral das Nações Unidas nos Estados Unidos, este já é o segundo caso de negação de vistos americanos aos membros da delegação russa recentemente. No fim do mês de setembro, dez membros do Conselho da Federação (câmara alta do parlamento russo) foram igualmente privados da possibilidade de permanecer em Nova Iorque.



Disponível em <https://francais.rt.com/international/66515-russie-propose-transferer-premiere-commission-onu-des-etats-unis-en-europe>.

5 visualizações