• Equipe Sputnik Consulting

OS ERROS DO PT NO SEGUNDO TURNO

Atualizado: Mai 21



Durante duas semanas, ou dois terços do tempo do segundo turno, a campanha insistiu em uma tática errada: objetivar a construção de uma frente democrática. Eleger fundamentalmente as camadas médias altas como público alvo, aqueles eleitores que tradicionalmente votavam no PSDB, que continuaram votando no PSDB ou que haviam já passado para o campo do Bolsonaro mas, que se o PT se abrisse para a centro direita, articulando-se com personagens e lideranças do PSDB esse público poderia ser atraído para um voto anti-Bolsonaro. Escolheu-se esse público ao invés de disputar o eleitorado pobre as camadas médias intermediárias que tradicionalmente votavam no PT e que nas pesquisas até 11 de setembro quando o Haddad virou candidato do PT mostravam querer votar em Lula. O PT perdeu votos para Bolsonaro por conta da questão religiosa e comportamental, a campanha não teve como objetivo principal atrair esse setor a partir da questão econômico-social, pelo menos em uma primeira etapa da campanha. A campanha ficou concentrada em articulações e entrevistas, em grande medida parou de viajar pelo país, parou de se dirigir a massa, ao contrario de Bolsonaro que imediatamente começou o segundo turno buscando o eleitor através de um dialogo mais próximo, falou em “super bolsa“ família. Bolsonaro sabia que essa era sua fragilidade, o eleitorado que ele havia conquistado e que poderia ser reconquistado pela campanha de Haddad. Haddad correu no sentido das camadas médias altas, dos lideres da centro direita, concentrando suas atividades em entrevistas, Bolsonaro se concentra no eleitorado popular, nas camadas baixas. Além disso, a campanha do PT dedicou as duas primeiras semanas na construção da imagem de Haddad e não na desconstrução da imagem de Bolsonaro. Quando finalmente o PT começa a atacar mais ativamente Bolsonaro na TV, logo após as denuncias sobre o caixa dois do WhatsApp, volta a viajar pelo país, elabora propostas concretas para o eleitorado popular como redução do valor do gás, aumento do salário mínimo, a diferença que era de 20 pontos chega a 10 pontos mas, para o PT, já era tarde demais.

#Eleições2018 #PT

0 visualização