• Equipe Sputnik Consulting

Ficção soviética: Stalker, de Andrey Tarkovsky. Veja o trailer.


Diretor Andrey Tarkovsky


Stalker é um filme soviético de 1979 dirigido por Andrei Tarkovsky, vencedor do prêmio especial do Júri do Festival de cinema de Cannes de 1980.

Foi gravado, em sua maior parte, na Estônia Soviética. Stalker é um termo inglês que significa, em tradução livre, "o espreitador", "aquele que se esgueira".

Enredo

O "Stalker" (Alexander Kaidanovsky) trabalha em alguma área pouco clara em um futuro indefinido como um guia que leva as pessoas através da "Zona", uma região em que as leis normais da realidade já não se aplicam plenamente. A Zona contém um lugar chamado de "Sala", que dizem concede os desejos de quem pisa dentro. A área que está a Zona é selada pelo governo e grandes perigos existem dentro dele. Em casa, com sua esposa e filha, a esposa do Stlaker (Alisa Freindlich) implora para que ele não entre na Zona, mas ele ignora suas súplicas. Em um bar, o Stalker encontra seus próximos clientes para uma viagem para a Zona. O "Escritor" (Anatoly Solonitsyn) e o "Professor" (Nikolai Grinko) concordam em colocar seus destinos nas mãos do Stalker.



Data de lançamento: 26 de dezembro de 1980 (Brasil)

Direção: Andrei Tarkovski

Orçamento: 1 million SUR

Roteiro: Andrei Tarkovski, Boris Strugatsky, Arkady Strugatsky

Cinematografia: Alexander Knyazhinsky, Georgy Rerberg, Leonid Kalashnikov