• Equipe Sputnik Consulting

Rússia e Ucrânia: complicados laços nas industrias de defesa e energia


Recomendamos ler a primeira parte deste artigo: "Por que as economias da Rússia e Ucrânia são quase inseparáveis?".

Os laços energéticos

Desde a independência, a Ucrânia tem particularmente dependido da importação de energia da Rússia. Como um dos mais intensos e ineficientes mercados energéticos do mundo, a Ucrânia ainda recentemente supria mais de 50% da sua demanda de energia em importações de gás russo. A dependência energética da Ucrânia deu à Rússia uma desproporcional pressão política sobre Kiev. Na década passada, o governo russo usou os preços do gás e o seu desligamento para exercer pressão no governo ucraniano, como mais recentemente ocorreu no outono de 2014.


Mapa dos gasodutos russos atravessando a Ucrânia

A dependência ucraniana da energia russa é compensada pelos subsídios energéticos que acabaram propiciando má administração e uso indevido. A Ucrânia é uma das economias energéticas mais ineficientes do mundo. Assim como no caso da Ucrânia, a economia russa é excessivamente dependente de energia mas, tendo em conta o tamanho de sua economia e de suas fontes domésticas de energia, Moscou está em posição para gerenciar o dilema.

Os laços na indústria de defesa

Provavelmente uma das ligações mais complicadas e importantes entre a Rússia e a Ucrânia seja a cooperação no setor militar. Durante a União Soviética a indústria ucraniana tinha uma função vital na indústria militar soviética, com cidades industriais no leste ucraniano servindo como importantes fornecedores de equipamentos militares tal como mísseis intercontinentais, componentes para aviões soviéticos e, em particular, componentes de armas. Quando a URSS entrou em colapso esses laços na indústria de defesa permaneceram. A Rússia ainda confia em importações ucranianas para equipamentos-chave de vários sistemas militares, incluindo, motores para helicópteros russos.


Fábrica russa de helicópteros militares

Com a guerra, as exportações militares ucranianas para a Rússia foram comprometidas. A Ucrânia ficou temerosa de que essas exportações para a Rússia pudessem ser usadas para minar a soberania ucraniana, o presidente Proshenko assinou um decreto em junho de 2014 parando a cooperação na indústria militar, e efetivamente impedindo a Rússia de importar equipamentos vitais. O governo russo estima que serão necessários 1 bilhão de dólares para compensar as perdas com o fim da cooperação na indústria de defesa com a Ucrânia.

A relação da indústria de defesa ucraniana com a Rússia é ainda mais importante para a saúde da economia ucraniana, e a nova dimensão política neste campo está minando também essas importações-chave do país.

Quase toda a produção da Motor Sich (fábrica de motores aeronáuticos) flui através da Rússia. No escritório da companhia um mapa mundi mostra o caminho das exportações da Motor Sich sendo resolvidas através de Moscou, não Zaparozhia (sede da fábrica) ou Kiev. Nós somos dependentes da Rússia”, diz Malysh, porta voz da companhia. “Os políticos em Kiev pensam que os interesses nacionais são mais importantes que a economia. Mas explique ás pessoas que vivem sem trabalho. Nós também somos patriotas”, ele diz A Motor Sich não parou as exportação para cumprir contratos existentes, disse ele.

#economia #energia #defesa #industria

0 visualização